A Ciência e o Jejum Intermitente Roberto Alencar

O que os estudos dizem sobre o Jejum intermitente?

Muitas pessoas tem dúvidas e se questionam se a pratica do jejum é saudável ou não. Pensando nisso reunimos aqui pra você “O que os estudos dizem sobre o Jejum intermitente?”

 

O que os estudos dizem sobre o Jejum intermitente?

Os estudos demonstraram os seguintes benefícios:

    • Aumenta a secreção de Hormônio do crescimento que preserva a massa muscular e queima gordura;

    • Perda de massa gorda;

    • Perda de peso;

    • Manutenção da taxa de metabolismo em repouso;

    • Os resultados do jejum intermitente são melhores quando comparado com regimes de restrição calórica convencional e diária, nomeadamente na perda de peso, massa gorda e resistência à insulina.

    • Diminuição no triglicérideo.

    • Manutenção do colesterol HDL (“colesterol bom”);

    • Baixa do colesterol LDL (“colesterol mau”);

    • Diminuição da resistência à Insulina;

    • Aumento do tamanho das lipoproteínas de baixa densidade (LDL);

    • Escassez de efeitos adversos relevantes;

       

Desses benefícios quais são os que necessitam de mais estudos?

 

Alguns desses benefícios ainda são “polêmicos”, pois as evidências ainda não estão bem claras, mas quando forem esclarecidas serão extraordinários. São eles:

 

    • Ausência de problemas de cognição, não sendo possível afirmar que o jejum piora o ofício

    • Indícios sugerem que a restrição calórica, inclusive na forma de jejum intermitente, pode beneficiar o envelhecimento saudável do cérebro, evitando graves doenças neurodegenerativas (Alzheimer, Parkinson etc.)

    • Conservação da massa magra (massa muscular)

Os possíveis mecanismos de ação do jejum intermitente que levam aos benefícios referidos são os seguintes:

    1. Aumento significativo da gordura armazenada no tecido adiposo;

    1. Estimulação do mecanismo de autofagia celular.

    1. Aumento considerável da termogênese (produção de calor);

    1. Aumento significativo da sensibilidade à insulina;

    1. Diminuição no desenvolvimento ou na progressão de alguns tipos de cancro;

    1. Aumento na secreção do hormônio do crescimento (GH) a qual está agregada ao crescimento da massa magra (massa muscular) e à diminuição na gordura corporal. Vale a pena lembrar que falamos do GH naturalmente fabricado pelo nosso organismo e não pelo hormônio sintético que algumas pessoas usam introduzido no corpo;

 

Estudos disponíveis

O que os estudos dizem sobre o Jejum intermitente?

Nunca se esqueça que para seu sucesso no Jejum Intermitente você terá que fazer uma alimentação saudável e nisso a Dieta Low Carb é um grande aliado para você atingir seus objetivos…

O que os estudos dizem sobre o Jejum intermitente?

Conheça Os alimentos permitidos na dieta Low Carb

O que achou deste artigo? Deixe um comentário e compartilhe com seus amigos.

 

 

 

 

O que os estudos dizem sobre o Jejum intermitente?
4 (80%) 1 vote

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário.

3 Comentários

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.